webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
25/Apr/2017
Nissan 29, 5777

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Iom HaShoá

Panorama Histórico

É conhecido pelo nome de Holocausto o período da 2a Guerra Mundial no qual foram exterminados milhões de judeus pelo simples fato de serem judeus.

Etmologia:

HOLOCAUSTO: palavra de origem grega, que significa sacríficio no qual a vítima é imolada.

SHOÁ: palavra hebraica que significa catástrofe.

Historicamente, o Holocausto tem seu início quando Hitler sobe ao poder em 1933, e finaliza-se junto com a Guerra, em 1945.

Geograficamente, o Holocausto atinge aos judeus de todo o mundo; diretamente nos países dominados pelos nazistas e indiretamente nos países onde não se faz presente o domínio nazista. Entre estes últimos, pode-se diferenciar entre os que tinham governo filo-nazistas, como Argentina e Brasil, e aqueles que não.

Antecedentes:

Além do tradicional ódio aos judeus, aparecem no século XIX novas teorias racistas fundamentadas nas ciências sociais. O ódio aos judeus junto com as teorias racistas dão origem ao anti-semtismo, palavra esta utilizada pela primeira vez por Wilhelm Mar, em fins da década de 60 do século XIX.

Na Alemanha, além dessas teorias, existiam nessa época outras razões que se acrescentam a este processo, como por exemplo: a industrialização, que aumenta a população urbana em cidades que não estavam preparadas; a proletarização; as péssimas condições sociais em que se encontrava a população pobre (em função da industrialização, aqueles homens ricos que não conseguem acompanhar a nova ordem econômica, em pouco tempo, perdem suas fortunas).

Durante a república de Waimer, a propaganda anti-semita foi amplamente divulgada. Em 1920, o partido alemão nacionalista, de tendência anti-semita, obteve 66 lugares no Reichstang, e, em 1924, 96 cadeiras. Estes partidos tinham-se inspirado nas publicações que circulavam na Alemanha com teorias racistas denominadas "científicas". Somado a isto, a partir de 1929, com a crise econômica mundial, se faz necessário encontrar uma explicação para o que estava acontecendo: os nacionalistas, com suas teorias racistas, saem na frente.

Nas eleições de 1932, o partido nacional socialista consegue número suficiente de votos para integrar o governo, e o líder do partido, Adolf Hitler é nomeado chanceler. As idéias anti-semitas do partido tinham sido amplamente divulgadas. No dia 1o de Abril organiza-se um boicote contra todos os judeus.

Nos primeiros anos do governo dos nacional-socialistas, promulgam-se uma série de leis que discriminavam os judeus.

No dia 15 de Setembro de 1935 são promulgadas as Leis de Nuremberg, segundo as quais os judeus passavam a ser cidadãos de segunda categoria. A partir deste momento, até 1938, há uma expulsão sistemática dos judeus da vida econômica e social da Alemanha.

Na noite de 9 de Novembro de 1938, sob a desculpa de ser uma represália que um jovem judeu fizera contra a Embaixada Alemã na Polônia, foram destruídas sinagogas e invadidos lares judaicos, gerando grande quantidade de vítimas.

A partir de 1939, após a invasão da Polônia, a repressão contra os judeus se torna cada vez maior. Primeiro, foram obrigados a usar uma estrela de David amarela, e, posteriormente, foram confinados em guetos e obrigados a trabalhos forçados.

Em fins de 1941, começa o extermínio sistemático da população judaica nas câmaras de gás. Eram levados para os campos de extermínio de Auschwitz, Majdanek e Treblinka.

O holocausto destruiu grande parte do judaísmo europeu. Não só pela quantidade de pessoas que morreram, mas também pela grande parte da cultura judaica que morreu com elas. As pessoas que conseguiram sobreviver, ficaram marcadas física e psicologicamente até os dias de hoje.
1 2 3 4 5
Somente usuários logados podem avaliar os textos

Indique para um amigo!
Para continuar vendo o conteúdo deste site, você deve estar logado!
Utilize sua conta no Facebook ou feche esta janela.
Sign in with Facebook [Fechar]